quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

"Tangerine" OU Os Transgêneros de Los Angeles


Assisti ao filme " Tangerine " do diretor Sean Baker , por indicação de uma lista que vi na internet dos melhores filmes de 2015.


No começo achei meio trash , mas, depois fui me acostumando e entendendo onde o diretor queria chegar .


O título do filme vem por causa da granulação final do mesmo, toda vertida para o alaranjado , lembrando que o filme foi todo filmado por um iphone5s.


A história é de prostitutas transgêneros em L.A. e suas peripécias na periferia da cidade  e no submundo em que convivem .


Sin dee ( Kitana Kiki Rodrigues) tinha acabado de sair da prisão, onde permaneceu por 28 dias e ficou sabendo que o seu cafetão Chester ( James Ransone) ficou com outra mulher que o nome começava com a letra D nesse período .

Ela percorreu várias ruas da cidade e perguntava para os que conheciam o cafetão para saber onde ele se encontrava ...


Primeiro encontrou a tal amante, uma prostituta mulher (Mickey O'Hagan ), a Dinah e a arrastou até encontrar o mesmo homem que as alimentavam tanto de vida como de sexo .

Cenas bem fortes , grosseiras são protagonizadas por Sin dee desde o início do filme , talvez a razão dela ter sido presa dias antes ...


Alexandra ( Mya Taylor ) é sua amiga , também trans , que sonha  em cantar e até paga para se apresentar nos bares de L.A. , mas, não tem público ...


Uma outra história paralela é a do taxista armênio Razmik (Karren Karagulian ) que é casado, tem uma filhinha, mora em uma boa casa e como é natal , tem a mãe de sua esposa na casa comemorando e enchendo suas paciências .... Interessante porque com o genocídio Armênio nos anos de 1920 houve uma diáspora desse povo pelo mundo inteiro, incluindo o Brasil e os EUA , onde a gente pode observar seus hábitos e costumes ...


Os armênios são em sua maioria católicos (95%) e seguem seus preceitos ....

Digo isso , porque o taxista é adepto do sexo ou da brincadeira com os transgêneros que encontra nas ruas de L.A , fazendo a festa e gastando seus trocos no boquete ...


A sogra está desconfiada do genro e vai conferir essa história de perto .


Com essa teia de histórias , o filme melhora em seu aspecto de enredo e apesar da aspereza do assunto e das circunstâncias , ganha em sensibilidade na parte final .

As máscaras caem , e as pessoas aparecem nuas e cruas , como realmente são ...

Valeu a pena !

Eu recomendo !

"Tangerine" - Sean Baker




Nenhum comentário:

Postar um comentário