quarta-feira, 20 de setembro de 2017

"Tributo a Zé Rico" OU João Paulo e Zum


Fui assistir no Theatro Pedro II, o espetáculo Tributo a Zé Rico com a dupla João Paulo e Zum , residentes em Ribeirão Preto .


A ideia começou com um sonho de João Paulo em pisar no palco do Pedro II , para poder mostrar sua voz aos seus amigos.


Como trabalha com uma apresentadora e repórter da TV local , ela o ajudou fazendo a inscrição da dupla no Projeto Amigos da Casa , patrocinado pelo Theatro Pedro II aos artistas da cidade.

Assim, chegou a vez da dupla do Jardim Marchesi se apresentar e com todo o aparato de uma banda , iluminação, mesa de som, fotos e gravação do show.


A dupla, muito emocionada, cantou e agradou , os modões de Milionário e Zé Rico.

Muito legal a inciativa e a realização de um sonho de pessoas como João Paulo e Zum.

Valeu a pena !

terça-feira, 19 de setembro de 2017

"Uma Flor de Dama" OU Silvero Pereira no FIT Rio Preto



Em alta como ator e um nome já marcado nas telinhas da globo, Silvero Pereira, que faz o Nonato de A Flor do Querer , já atuava fazia tempo nos palcos da vida.

E em uma de suas peças, monólogo por sinal, vem com "Uma Flor de Dama" , baseado no texto do conto Dama da Noite , de Caio Fernando Abreu e sua própria direção .


Silvero , que no início do espetáculo está em seu camarim, se montando, dubla "I've Never Been to Me  de Charlene , dando um puta início no monólogo com essa belíssima canção .


Depois, só começa a falar mesmo com 20 minutos de peça, numa mesa de bar, um copo e uma garrafa de cerveja .


E é aí que ele vem com tudo , com todas as suas dores, rancores, amores do mundo para dialogar com quem quer que queira .


É bem visceral, mas, tem um ritmo alucinante, ele é rápido com suas ações e as palavras , tem uma ótima articulação .


Um domínio do corpo perfeito , você vai rir em algumas situações, mas, na verdade o texto tem uma densa carga dramática , pois fala da Dama da Noite ...


No final, uma privada , e a saída desnudada de seu personagem , ou sei lá , de seu eu mesmo.

Vale a pena assistir !


Eu recomendo !


"Uma Flor de Dama"- Silvero Pereira

"Viva" OU Boxe e Homossexualidade nas Ruas de Havana



Já havia marcado para assistir a esse filme cubano, bem recomendado , do diretor Paddy Breathnach e chegou a hora dele . VIVA !

O nome que um jovem de 19 anos , que deixado pelo pai desde os 4 anos, e com a morte da mãe, vivia às custas de penteados em perucas e cabelos numa casa noturna de drags queens em Havana.


Jesus ( Hector Medina), era um jovem adorado por todos,muito dócil, teve sua chance de vencer num certo dia com alguns desentendimentos na casa com as drags de poder fazer um show.


E lá foi ele, se montou, se maqueou e com o nome de VIVA, visto de repente em uma revista foi ao palco brilhar.


Mas, havia um problema : Depois de mais de 10 anos, seu pai , um ex boxeador, que estava preso, reaparece, e justamente na casa noturna , dando uma surra em seu filho.


Angel ( Jorge Perugorría) um alcoólatra inveterado , machista e sozinho na vida se embrenhou na casa do menino, exigindo casa, comida  e outras coisas mais .


Jesus não teve como recusar, porém , não poderia mais fazer o que amava : Representar .

Nem com a ajuda de Mama ( Luis Alberto Garcia ), a dona da casa noturna e a drag mais velha , o menino conseguiu se livrar do pai, apesar de conseguir dar as suas saidinhas e fazer os seus shows.


O ambiente de Jesus era o pior possível e nem a amiga Cecilia ( Laura Alemán) estava de bem com ele, já que foi ela que entregou o endereço de Jesus para o pai por causa que Jesus não queria mais emprestar a sua casa para ela trepar com seu amante.


No final, grávida, Cecília e Jesus se acertam e acabam até por morarem juntos na casa do rapaz.


Um bom filme que mostra uma cidade conservadora, um país machista e intolerante , e a relação conflituosa entre pais e filhos perante a homossexualidade .


Valeu a pena !


Eu recomendo !


"Kiki- Os Segredos do Desejo" Ou Uma Aula de Fetiches(filigranas)



O pano de fundo é Madrid e o assunto é sexo . Pronto ! Assunto mais que convidativo aos adultos para assistir a esse divertido filme espanhol com a direção de Paco León.


"Kiki- Os Segredos do Desejo" , fala do rodapés do rodapé do Kamasutra , ou seja, é quase improvável que tenhamos vários casos assim, como mostrados com casais de 5 enquetes.

Vamos a eles :

Paco ( Paco León) e Ana ( Ana Katz) não estão tendo mais tesão no casamento e no sexo, mas, querem ficar juntos e ver  oque podem fazer para apimentar essa relação. Procuram um analista.


Surge Belén ( Belén Cuesta) uma antiga amiga de Paco, que trabalha numa casa de sacanagens e que pede para passar um tempo na casa de paco. Será o que faltava na relação ?


José Luis ( Luis Bermejo), cirurgião é casado com Paloma ( Mari Paz Sayago) , que está com sua mobilidade reduzida em uma cadeira de rodas. Ele somente tem tesão com ela , se ela apaga. dorme ! Isso mesmo...é aí que ele sente tesão e goza.


Nesse processo tem a empregada latina que descobre a trama do doutor e quer colocar silicones no peito e o chantageia por um preço bem camarada a troco de não contar à patroa.



Tem a personagem da Sandra ( Alexandra Jimenez) que é tarada por tecidos sedosos, e conhece de longe uma camisa bem apessoada. Essa é sua tara, homens com tecidos finos.

Quase se molhou de tesão na saída de um trem do metrô ao encontrar um homem com camisa de seda.


Candelaria ( Candela Peña) e Antonio ( Luis Callejo) não conseguem ter filhos e Candelaria está ainda em busca de seu primeiro orgasmo. Só que ele só se da quando Antonio chora , e ficou sabendo que com o orgasmo a probabilidade do espermatozoide chegar a trompa é bem maior ...então ... faz o homem chorar de qualquer jeito ...


Finalmente tem o casal Alex (Alex Garcia ) e Natalia ( Natalia de Molina) . Ela espera um  pedido de casamento dele , e é fanática por se seduzir ao toque de plantas, folhas , mas, também adora a sensação de estar sendo estuprada, um ambiente violento , perigoso é o ideal para que sinta tesão. E ele, também , faz de tudo para uma simulação de perigo .

Enfim, você vai gostar de todas essas situações hilárias envolvendo o sexo e ver se você tem alguma parecida ou não .


Tem gente que sente mais tesão ao transar no horário do almoço, outros somente à noite , outros , quando acordam , e aí vai ..

Bom filme !

Eu recomendo !

Bom sexo ! 

"Catacumbas" OU Terror no Subterrâneo


Assisti ao filme "Catacumbas" de 2007, dos diretores Tomas Coker e David Elliot .

O filme, que tem a participação da cantora Pink , fala sobre a irmã dela, Victoria (Shannia Sossamon) que sai de Nova York para visitá - la em Paris .


Logo na chegada, uma recepção muito louca no apartamento de Carolyn (Pink) , com seus amigos tentando assustar a irmã que veio da América e que toma um montão de remédios.

Mesmo cansada, Victoria já fora informada que naquela noite haveria uma puta festa e ela estaria presente.


A festa rave era nas catacumbas, num labirinto de mais de 400 km embaixo da cidade de Paris, com milhares de ossos, crânios , fêmures, e outros , dando medo em qualquer um , e não sendo permitido obviamente entrar ali, mas, esses baderneiros conseguem mesmo assim , driblando a polícia fazerem uma exótica e macabra festa no local.


No início, Victória é apresentada aos amigos de sua irmã e também aos idealizadores da festa. Até gosta do cara que está por trás disso tudo , mas, de repente , algo acontece , e todos se separam .


Victória fica sozinha nesse turbilhão de lugares escuros, sujos e macabros e vê que está sendo seguida por alguém .


Com apenas uma lanterna ela tenta sobreviver a esse calvário, e não sabe como sairá daquele lugar.


Com uma fotografia bem legal, com um bom thriller, as coisas vão acontecendo e Victoria finalmente entende o que lhe era provado.


Tarde demais ...


Para quem gosta de suspense e terror , eu recomendo !


quinta-feira, 14 de setembro de 2017

"São Paulo Não É Uma Cidade-Invenções do Centro" OU Exposição no Sesc 24 de Maio



Quem me indicou essa exposição foi o meu colega de trabalho Arthur, que através de sua filha Marina que mora em São Paulo, que é amiga do curador dessa exposição , falou super bem .


Assim, fui visitar a exposição "São Paulo não  é uma cidade - Invenções do centro" , com a curadoria de  Paulo Herkenhoff e Leno Veras .


Primeiramente, o Sesc 24 de maio está bem bonito , moderno e cheio de gente querendo desfrutar  de suas instalações .


Segundo, vamos à exposição, que é enorme , tem várias peças , quadros, obras, posteres , instalações  e que você com certeza demandará um tempo para visitá-la por inteiro.


O curador põe o dedo na ferida , apresentando desde cachimbos de crack distribuídos na cracolândia, na ação de redução de danos , como obra de Lasar Segall , retratando os emigrantes .


Chama a atenção a miscigenação , tanto na cultura , e nas outras formas de manifestações , resultando o centro da cidade como um local intenso e fervoroso nesse sentido.



Há também a instalação  Odiolândia , onde você assiste a um vídeo com frases de incitação ao ódio contra os nordestinos, negros, homossexuais, muçulmanos , tirados de citações reais das redes sociais.


Vale a pena a visita, não tem como você não se sensibilizar e se situalizar frente á todas essas obras.


Eu recomendo !

"Vila Madalena" OU Além de Um Bairro Boêmio



Reservei um dia para passear pelo bairro da Vila Madalena, e conhecer suas galerias, lojinhas, bares, restaurantes , livrarias , mercados e ruas .


Comecei pela Rua Fradique Coutinho, onde entrei na Livraria da Vila, muito grande e cheia de novidades . Dá vontade de levar muita coisa !



A próxima parada foi na Galeria IMÃ onde acontecia  a exposição do fotógrafo Norair Chahinian sobre o genocídio Armênio.


As fotos são bem expressivas e fortes, já que havia a história de ter acontecido na própria família do fotógrafo.




Passamos pela Galeria Millan, onde vimos a exposição "Das Mãos e do Barro " de Carolina e Ediltrudes Noguera.





Depois, fomos conhecer a famosa cafeteria, que já ganhou vários prêmios em São Paulo, a Coffe lab, que é especializada em cafés especiais e te ensina mostrando todo o processo.




Você chega lá, o espaço é super aconchegante, é atendido gentilmente e faz o pedido. Como foi a primeira vez, pedimos o ritual 1 , que mostra a diferença do café que tomamos diária e comumente , chamado de comoddities , que é uma mistura de grãos verdes , maduros, palhas e mais coisas ,do café especial, que é selecionado , torrado e moído na hora .



Valeu ter conhecido o processo , e sentir a diferença dos cafés. A água é free e você pode se servir quanto quiser.



Outro detalhe é o banheiro , que é para meninos, meninas e menines .



Chegamos finalmente ao Beco do Batman, que é super interessante, um lugar criado pelos grafiteiros e que sempre tem gente por ali tirando fotos e fazendo suas poses.



Conhecemos também a escadaria do Patápio, que se assemelha à Selaron, no Rio de Janeiro.



Outra galeria que entramos foi na Choque Cultural , uma casa toda encapada por papéis e obras para você conhecer.




Hora do almoço !



O local escolhido foi o Ô Casual Gastro Bar, onde fomos muito bem atendidos , a climatização é excelente, tomei uma ótima caipirinha e comi um gostoso risoto.



Valeu bem a pena e recomendamos esse restaurante .



Após o almoço, conhecemos a Aesop, uma marca australiana de produtos e cosméticos bem diferenciada , com um atendimento nota 10 da funcionária  e com explicações perfeitas dos seus produtos .



Vale a pena visitar e comprar alguma coisa .



Fomos na Oficina de Agosto, onde comprei uma peça de artesanato para colocar na minha sala, passamos também na Mind e na Magma, mas , esta estava fechada .





Conheci a Galeria A7Ma e fiquei encantado com as obras ali expostas. Eu levaria todas para casa não fossem os preços . Mas, tudo de um bom gosto e de uma individualidade tremenda . 

Vale a pena conhecer !

Passei também na loja da Urban Arts, pra quem gosta de POP ART, lá é o lugar , com diversas opções .

Uma outra galeria que visitamos foi a Fortes d'Aloia & Gabriel ,onde acontecia a exposição dos renomados  Robert Mapplethorpe e Alair Gomes , que eu não conhecia  e passei a conhecer o trabalho desse carioca .




Assim foi o dia na Vila Madalena , e olha que nem falei de bares e noitada . Ou seja, um lugar que vai além de sua vida boêmia e tem que se conhecer .