segunda-feira, 24 de julho de 2017

"6 Singers" OU Pra lavar a Alma ...





Antes de começar o espetáculo, alguns diziam que seria o espetáculo do ano no Theatro Pedro II...



Então, eu já tinha a certeza de que seria ótimo e já avisava ás pessoas sobre os comentários.



"6 Singers" , um conjunto de pop opera , como o próprio nome diz, com 6 cantores, 3 homens e 3 mulheres, levaram ao palco  " Songs for Peace" , um mix de canções famosas e consagradas no mundo todo e de vários estilos.


De­nis Carvalho, Thiago Soares, Jefferson Rizolli, Carla Barreto, Julia Balieiro e Tamara Perei­ra são os protagonistas de lindo show, além da maestrina Marianna Ruggiero e músicos.



O show ainda contava com um telão de led com imagens belíssimas que acompanhava as músicas , dando um toque todo especial.



O figurino do grupo era impecável, destaque para os vários vestidos das cantoras . Um mais bonito que o outro . Perfeito !



Acho que me senti arrepiado umas 6 vezes, e aplaudi a todas as canções executadas, coisa rara de eu fazer, já que só aplaudo mesmo o que gosto, o que me faz sentir algo diferente e bonito.


Deem uma olhada no set list :



Who Wants To Live Forever ; You Raise Me Up ; E Lucevan Le Stelle; Por Una Cabeza ; Unforgettable ; All I Ask Of You ; Diamonds Are A Girl's Best Friend ; Nessun Dorma, ; Con Te Partiró ; La Barca ; New York, New York ; When I Fall In Love ; Duelo de Titãs ; Heaven ; The Prayer; My Way; O Mio Rabbino Caro; Hallelujah ; I Believe In You; Smile; Reach; Mix Brasil


Não tenho palavras para acrescentar mais sobre o show, tem que assistir, ver, ouvir e sentir como a música transforma , como essas pessoas têm um dom maravilhoso para a arte e como somos privilegiados em poder ver e ouvir tudo isso.


A orquestra :


Ney Aguiar, Luiz Fernando Cadorin, Guilherme Pereira, Thieres Brandini, Alexandre Rosa, Michael Ramos, Viccenzo Sampaio ,Tales Thomaz, Nadame Tomas,
 André Melo,Alexandre Brante, Márcio Cintra,Gildo Legure, Tiago Cruz e  Jether Garotti Junior.



Valeu a pena !



Recomendadíssimo !!!

quinta-feira, 20 de julho de 2017

"Cantoras do Rádio" OU Carmélia Alves, Carminha mascarenhas, Violeta Cavalcanti e Ellen de Lima





Assisti ao documentário " Cantoras do Rádio" dirigido por Gil Baroni, baseado no show " Estão Voltando as Flores" que aconteceu no Rio em 2005 com as todas poderosas cantoras da era do rádio :Carmélia Alves, Carminha mascarenhas, Violeta Cavalcanti e Ellen de Lima.


O filme mostra depoimentos de toas elas, causos da noite, das músicas, das personalidades da época de 30 a 50 e muito mais.




O filme tem cenas em que elas andam num carro conversível pelas ruas do Rio de Janeiro dando os seus depoimentos ( muito legal ). Lembrei do filme Doidas Demais de Susan Sarandon e Goldie Hawn.




O filme gira em torno das músicas da época, com título, autoria e trechinhos de cada uma delas, como Mensagem , Risque, Nuca, Vagalume e muitas outras ...


Com a participação de Ricardo Cravo Albin e Chico Anysio , o documentário conta também com a colaboração do historiador musical Rodrigo Faour( uma enciclopédia da´história da música brasileira ).




O show na casa noturna também é bem ilustrativo e condecora de vez o sucesso e o reconhecimento das cantoras do rádio .




Carmem Miranda, Aracy de Almeida, Aurora Miranda, Dalva de Oliveira, Dolores Duran, Eliseth Cardoso, Marlene, Linda e Isaurinha Batista, Isaura Garcia e Nora Ney também foram mencionadas .




Outro detalhe interessante foi a apresentação no final dos LPs das cantoras , com suas capas bem bonitas.


Valeu muito a pena conhecer a história do rádio e também dessas maravilhosas cantoras.


Eu recomendo !

quarta-feira, 19 de julho de 2017

"A Festa da Menina Morta" OU Misticismo da População Ribeirinha do Rio Amazonas





Depois de muito tempo em minha videoteca, peguei o filme " A Festa da Menina Morta" de Matheus Nachtergaele para assistir.


O filme, que tem como pano de fundo a população ribeirinha do Rio Amazonas, com todos os seus hábitos, costumes e linguajar, fez com que eu colocasse legendas , porque nem tudo eu entendia perfeitamente.




A história é sobre a morte de uma menina, que deu a um rapaz local ( o santinho) o poder de benzer, abençoar e fazer milagres, pelo fato de um cachorro lhe entregar os trapos de sua roupa.


Assim, Santinho começa uma nova trajetória em sua vida, ganhando ares de santo e poderoso no norte do país.




Santinho ( Daniel de Oliveira ), bem magrinho, tem um gênio do cão, ao contrário do que pensaríamos para um santo.




Ele grita, esperneia, xinga, dá tapas efaz sexo com seu pai ( Jackson Antunes).


Querem mais para um santo ???




Juliano Cazarré é Tadeu , inconformado com toda essa história, já está cansado dessa baboseira toda, em volta da morte de sua irmã.




Dira Paes é Diana e Cassia Kiss Magro é a mãe do Santinho, que volta de Manaus em uma cena não sabendo se era real ou não.




O final do filme, tem a celebração da festa propriamente dita, com guloseimas, cerveja, fogos, danças, procissão e tudo o que um tema santo e religioso pode lucrar com .


É isso ...




Um filme para se pensar ...




Valeu a pena !


Eu recomendo !



segunda-feira, 17 de julho de 2017

"O Florista" OU Curta do Sul Matogrossense Filipi Silveira










Curta metragem muito bem produzido, " O Florista" do diretor Filipi Silveira, fala de fazer justiça com as próprias mãos.


Inicialmente conta a história de que travestis estão sendo assassinados um a um em regiões da periferia de São Paulo.




Quando vemos a cena do serial killer( Eneu Fett) se arrumando, colocando uma roupa preta, se pintando , vestindo capuz e pronto para fazer outro ataque.


Só que dessa vez, depois de espancar um travesti (Lizandra Sampaio ) que caminhava pelas ruas, ele teve a companhia de um outro encapuzado, vestido de preto.




É que agora um cara vendo todas essas injustiças tenta agir por conta própria para acabar com esses assassinatos em série.


E dá o mesmo antídoto que o serial, bate demais na vítima , e mais, aplica o curare através de um flecha que paralisa o corpo do bandido.




Esse que tenta acabar com essa onda de mortes aos travestis, é um singelo florista( Filipi Silveira) no dia a dia .


Boa fotografia, muito bem filmado, com elementos de cena interessantes.




Valeu a pena !


Eu recomendo !



quarta-feira, 12 de julho de 2017

"Tese Sobre Um Homicídio" OU O Crime Em Frente à Faculdade de Direito





Filme com Ricardo Darín, é certeza de filme bom !


Assim, "Tese sobre um homicídio " de Herman Golfrid, baseado no livro homônimo de 1998 do escritor Diego Paszkowski nos presenteia com mais um ótimo longa.




O filme, que traz a linda Buenos Aires e sua Faculdade de Direito como pano de fundo , conta a história do professor Roberto Bermúdez ( Ricardo Darín) , que dá um curso intensivo aos alunos e que num certo dia, da sala de aula, se ouve uma correria, sirenes e gritos, por causa de um assassinato na frente do prédio da faculdade.


O que teria acontecido ?




Roberto Bermudez vai até a cena do crime , e vê uma moça estirada na calçada, e o que lhe chama a atenção é uma corrente com um pingente de borboleta . Por que ?


Então, voltando um pouco ,na recepção do curso com os novos alunos, ele recebe o filho de um juiz conhecido seu, que vem à Buenos Aires somente para fazê-lo.


O rapaz, Gonzalo Ruiz ( Alberto Ammann) é fã do professor e diz em uma de suas conversas sobre direito que a justiça somente se aplica se o crime ameaçar a estrutura do poder estabelecido.

 


Diz ainda que as vítimas que não estão ligadas ao poder são como as borboletas, que morrem sem serem notadas.


Trouxe ainda um presente dos pais para o professor : Um abridor de cartas em formato de punhal.




Roberto fica intrigado com o que vê na cena do crime, e pensa logo no rapaz ao ver a corrente no pescoço da moça, como também o bilhete de que mulheres como ela têm que ser mortas .




Lembrando que Roberto foi amante da mãe de Gonzalo , que tinha o cabelo curto como a assassinada.




Na delegacia, ele conhece Laura Di Natale ( Calu Rivero), a irmã da vítima e dá o colar de borboletas para ela.


Roberto Bermudez em suas aulas prima pelos DETALHES  como um dos pilares para ser um bom juiz.




E é nisso que se apega para ter a certeza que Gonzalo é o responsável pela morte da moça.




Alfredo Hernandez ( Arturo Puig) , o delegado ( Antônio Ugo) e Monica ( Maria Bestelli) relutam em aceitar a teoria do amigo.




No final, em um show em uma casa noturna, ele acaba por bater muito em Gonzalo , pois o mesmo estava com Laura e Roberto sentia que a vida da moça estava ameaçada.


Ótimo filme !


Eu recomendo !




"Tese Sobre um Homicídio "-  Herman Golfrid











terça-feira, 11 de julho de 2017

"Sob Pressão" OU A Realidade Médica Brasileira





Adorei o filme visto na Globo ontem à noite " Sob Pressão " de Andrucha Waddington .


Já sabia que isso aconteceria pelo tema que seria ali apresentado : A dificuldade médica e de sua equipe em desenvolver as normais condições de trabalho em um hospital falido e na periferia.




É o que acontece com a equipe do Dr Evandro ( Julio Andrade), que toma estimulantes para se manter em pé e bem ativo, pois não consegue dormir, descansar , tamanha é a demanda de trabalho.


E foi justamente na hora em que Dr Evandro iria comer um bauru, que chega ao mesmo tempo 3 urgências no hospital devido a um tiroteio ocorrido no morro na guerra entre policiais e traficantes.


O primeiro caso , o de um traficante , em coma e necessitando urgente de uma cirurgia , o outro de um policial atingido com uma bala na cabeça, também em coma e uma criança que foi atingida na perna por uma bala perdida.




Problema : Quem atender primeiro ? Em quem fazer a cirurgia ? Dr Evandro não quer nem saber e não engole as pressões do Capitão Botelho ( Thelmo Fernandes) que exige que seu colega seja operado e que o bandido seja morto.




Outro fato é que a criança é filha de um jornalista, de um bam bam bam , e que exige cuidados rápidos e eficientes com seu filho.


Um residente (Alamo Facó) é enviado para ver o caso do menino e aparentemente após verificar o rx, diz que nada de mais grave havia acontecido.




Confusão no centro cirúrgico com a decisão de quem operar entre o policial e otraficante, mas, como o tomógrafo estava quebrado , a cirurgia do policial deverá ser realizada em outro serviço, e aproveitando que ele está estável , deve aguardar .


Dr Paulo ( Icaro Silva ) começa a cirurgia no bandido , acompanhado de Dra Carolina ( Marjorie Estiano), uma nova médica, recém chegada do Programa Médico sem Fronteiras, que trabalhou no Haiti por 3 anos e tem vasta experiência em cirurgia.




O Capitão Botelho está na pressão e chega até algemar Dr Evandro . Ana Lucia ( Andrea Beltrão ) , a administradora do hospital é chamada e tenta colocar panos quentes, assim como o diretor clínico , o Dr Samuel ( Stepan Nercessian).


Na hora da cirurgia, a luz acaba, aparelhos não funcionam, não há sangue para repor no paciente , falta medicamento , outro aparelho está quebrado e alternativas eles arrumam para que seu procedimento seja um sucesso .




O caso do menino parece não ser tão simples assim, pois está com frio , a perna com diferença de temperatura e com dor . O residente viu os pulsos corretamente ???


Dr Evandro tem que agir rápido e firma um diagnóstico cirúrgico de urgência da situação confrontando com o arrogante pai do menino que queria tirar o menino daquela espelunca .






O filme é baseado no livro homônimo de Márcio Maranhão e para quem é da área médica  vai se deleitar com os fatos ocorridos e  se identificar em várias das situações .


Ótimo filme !




Novamente , Julio Andrade dá um show de interpretação, se tornando com certeza o melhor ator do cinema brasileiro nos dias de hoje .


Valeu a pena !




Eu recomendo !