segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

"Caracóis na Chuva" OU O Jardim das Árvores Mortas


Filme israelense , do diretor Yariv Mozer ," Caracóis na Chuva " já vale a assistida pela nacionalidade .


Acho bem diferente e pelo fato histórico do país , interessante os filmes israelenses .


Como já mencionado antes, o filme é baseado no livro do escritor Yossi Levy Avni , O Jardim das Árvores Mortas e se passa na quente Tel Aviv .


A história conta sobre um estudante de línguistica da Universidade de Tel Aviv , Moaz ( Yoav Reuveni) que morando junto num apartamento quente e pequeno com sua noiva Noa , luta contra fantasmas homoeróticos de seu passado no exército israelense.


Ah, tem também o mote principal, que é a espera de uma carta da Universidade de Jerusalém aprovando ou não o moço para estudos .


Assim, Moaz vai todos os dias ao correio e tem em sua caixa postal a esperança de que a carta chegue logo.


Só que não é a carta da universidade que todos os dias está em sua caixa e sim uma carta anônima de um homem que sabe tudo sobre Moaz e o corteja em todas elas .


Isso acaba com Moaz , mas, ele guarda todas as cartas e o passado vem à sua mente com cenas de flashback no período em que se alistou pelo exército e uma relação que teve com um soldado .


Para o diretor todo mundo na cidade olha para Moaz e o moço em todos os lugares que vai tem alguém lhe cortejando ( fantasia ?).


E assim é o filme a todo o tempo , com essa luta de Moaz com esse tema mal resolvido em sua cabeça e que acaba até prejudicando seu relacionamento com sua noiva Noa.


Noa, que por sinal percebe e descobre as cartas , sabendo de tudo desde o começo.


Várias são as suspeitas desse homem , o que só acabaria quando finalmente chega a carta da Universidade de Jerusalém e assim, Moaz encerra seu aluguel da caixa postal no correio .

E sua dúvida com relação á sua sexualidade? Acaba ?


Bom filme , que de uma forma sutil sem ser vulgar mostra muito bem a intenção do diretor Yariv Mozer.

Valeu a pena !

Eu recomendo !

Nenhum comentário:

Postar um comentário