quarta-feira, 12 de outubro de 2011

"Auto- Retrato com Cabelo Cortado " ou Frida Kahlo mais realista que nunca

Frida Kahlo , filha de mexicana e alemão , tem como marca e realidade em seus quadros , seus auto – retratos . Dramaticidade  faz parte dos mesmos , pois a vida de Frida não foi nada fácil , já que sofreu um grave acidente automobilístico em 1925 e morreu em 1954 como uma fervorosa comunista. Seu último quadro,  foi um retrato inacabado de Stalin.
Em quase todos os quadros Frida aparece  vestida de mexicana e portando  jóias pré – colombianas , reflexo assim , dos primeiros habitantes do México , estilizando ao mesmo tempo sua feminidade de uma forma excêntrica . Seu marido, o também pintor, Diego Rivera, apreciava muito a sua maneira de vestir ,assim como seus longos cabelos negros.


Em Auto- retrato com o cabelo cortado , de 1940 , Frida renuncia aos atributos de feminidade e se apresenta vestida com um traje masculino . Ao prescindir dos atributos de sua beleza e sensualidade ,Frida se nega a oferecer uma imagem convencional da mulher. Na parte superior do quadro, os versos de uma canção mexicana anunciam o exposto : “Mira que se te quise, fue por el pelo; ahora que estás pelona, ya no te quiero . “
Segundo consta , sua decisão foi devida a dor que lhe causou a separação de seu marido, o que podemos comprovar através de seus olhos, que traduzem sofrimentos físicos e psíquicos.

E o que Frida nos deixa através de seus quadros é  um realismo exacerbado , como a mesma afirma “ Me tinham  por surrealista, e isso não é certo. Nunca pintei sonhos. O que representava  era  a minha realidade. " 

Um comentário:

  1. assisti o filme dela, muito interessante, recomendado

    ResponderExcluir